quarta-feira, 22 de março de 2017

SUSTENTABILIDADE: ESCOLAS DE CAMPO GRANDE IMPLANTARÃO O PROGRAMA RESPONSABILIDADE COMPARTILHADA




Na manhã da última terça-feira (21), no Salão Prof. Maria Barbosa de Melo da Secretaria Municipal de Educação, aconteceu a apresentação do Projeto RESPONSABILIDADE COMPARTILHADA: "A escola no desafio dos resíduos", que aborda as temáticas de responsabilidade socioambiental e sustentabilidade. O projeto é uma iniciativa do mandato popular da Vereadora Luiza Vieira em parceria com a Prefeitura Municipal de Campo Grande, por meio da Sec. Muicipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (SEMEC). Participaram da apresentação do projeto, o prefeito municipal, Manoel Veras, o secretário de Educação, José Jales e o mandato da senadora Fátima Bezerra, na pessoa do assessor parlamentar, Caramurú Paiva, o sec. municipal de Desenvolvimento Econômico, o sec. municipal de obras, Francini Pimenta, professores e gestores das escolas municipais e estaduais de Campo Grande. O projeto contou com a  apresentação do gerente executivo da ACASA, o sr. Antonio Gomes Batista (Braga). 

O Projeto será trabalhado nas Escolas do Município de Campo Grande, com estudantes do 4º e 5º ano do Ensino Fundamental, com intuito de apoiar as instituições escolares do município  na complementação de conteúdos curriculares relacionados ao meio ambiente, sempre alinhados às recomendações dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN).

Será distribuído kits  para as escolas contendo caderno do professor, pôsteres temáticos e outros materiais de apoio em salas de aula. O tema proposto é “Resíduos sólidos: responsabilidade compartilhada”.

O kit educativo desta edição é composto pelos seguintes materiais: Caderno do Professor, Jogo Colaborativo Guardiões do Planeta, Cartaz “Calendário Ambiental da Turma” e Cartaz com a história em quadrinhos “Responsabilidade compartilhada: a escola no desafio dos resíduos”.

O objetivo do material é contribuir para a formação da consciência dos alunos sobre direitos e deveres ambientais. A ideia é trabalhar o tema da reciclagem de resíduos sólidos a partir da noção de “responsabilidade compartilhada”. Ou seja: todos nós (família, escola, empresas, governo) temos o compromisso de buscar soluções que minimizem os impactos causados por esses resíduos à saúde e ao meio ambiente. Para isso, a proposta é que os alunos conheçam a Política Nacional de Resíduos Sólidos de forma adaptada à faixa etária, que tem como objetivo ser um chamado para que cada um dos agentes da sociedade cumpra o seu papel na gestão dos resíduos sólidos. O projeto também tem a proposta de que os alunos se sintam parte desse sistema e que, a partir dessa reflexão, proponham ações individuais e coletivas no ambiente da escola e da família.

Tema da edição 2017

O tema proposto no PEA desde a edição de 2016 é Resíduos sólidos: responsabilidade compartilhada. A ideia é contribuir para a formação da consciência dos alunos sobre direitos e deveres ambientais, a partir da noção de “responsabilidade compartilhada”. Ou seja, todos os agentes da sociedade têm o compromisso de buscar soluções que minimizem os impactos causados por esses resíduos à saúde e ao meio ambiente. Para tal, os alunos terão contato com a Política Nacional de Resíduos Sólidos de forma adaptada à faixa etária, que tem como objetivo ser um chamado para que cada um dos agentes da sociedade cumpra o seu papel na gestão dos resíduos sólidos.

Avançando na temática, a proposta do novo ciclo é explorar novos desafios das escolas nesse contexto. Em 2017 o enfoque está voltado essencialmente para o papel desse espaço educador na comunidade. Para tanto, o programa se propõe a abordar o conceito de escola sustentável, que tem como fundamento a criação de um ambiente com o envolvimento das famílias e da comunidade, em que as crianças sejam ouvidas e possam contribuir na construção de acordos e propostas de mudança com vistas a um modo de vida mais sustentável. Assim, um desdobramento do tema central é a participação infanto-juvenil, que é essencial para estimular a cidadania e a responsabilidade em relação aos ambientes em que vivem.

CONHEÇA MELHOR O PROJETO: http://inpevcampolimpo.org.br/
















0 comentários:

Postar um comentário