terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

EM CAMPO GRANDE INTERNAUTA REGISTRA A TRANSFORMAÇÃO QUE A CHUVA TROUXE EM MENOS DE UM DIA AO SERTÃO


De acordo com pluviômetros particulares instalados em algumas comunidades rurais do nosso município, choveu no último final de semana mais de 100mm. Esse volume de água além de euforia e comemorações nas ruas e comunidades rurais, proporcionou um verdadeiro festejo coletivo entre os usuários de redes sociais.

Foram centenas de fotos, vídeos e comentários que retratam a alegria do povo sertanejo ao se deparar com os pingos da chuva, os barulhos dos trovões e a correnteza da água pelo nosso solo sedento. As redes sociais se transformam nesse período em uma espécie de painel de agradecimentos pelas chuvas que finalmente chegaram a nossa região.

Uma foto chamou a atenção por conter um feliz e marcante registro da transformação que a chuva causou em menos de 24 horas. A internauta Israella Gadellha passou em um local bastante conhecido pelo campo-grandenses, a Barragem de Pepeta, situada a poucos Km do centro da cidade, na comunidade Campo de Aviação. Israella passeava de motocicleta quando fez um registro que seria comum. “Resolvi ir ver a barragem, diante do espetáculo no céu decidi tirar a foto”, conta ela. 

O clique de Israella Gadelha mostra o céu na tarde do último sábado (11) com algumas nuvens carregadas, mas sem chuva, ao fundo estando o cartão postal de Campo Grande, a Serra do Cuó, e em primeiro plano o leito do Rio Upanema seco com algumas pastagens e as pedras. Momentos após, ela postou a foto numa rede social: “eu cheguei até a postar ela individualmente no mesmo dia logo depois que tirei”, conta Israella relembrando o que seria só mais um post.

Porém, algumas horas depois, já na manhã do domingo (12) é que o celular dela captaria o momento que engrandeceria a foto do dia anterior. “A segunda foi no dia 12 pela manhã, por volta das nove e meia da manhã”, conta ela ao lembrar da mudança que presenciou. Dessa vez, após uma noite de muita chuva em Campo Grande, o cenário estava completamente diferente: ao fundo uma Serra do Cuó coberta com nevoeiros, o leito do rio completamente cheio e nem sinal de pastagens e pedras, tudo ali estava submerso. 

A campo-grandense não perdeu tempo: disparou seu celular, parecendo um (a) fotógrafo profissional. Ela conseguiu duas fotos praticamente do mesmo ângulo e com o enquadramento igual a do dia anterior. A foto ficou uma comparação perfeita. Israella Gadelha resgatou a foto de horas antes e as juntou. Ela conta que tudo foi na intuição: “Aí no outro dia quando retornei ao lugar e vi como a paisagem tinha mudado postei novamente em forma de montagem pra mostrar a diferença”.

A foto ganhou muitas curtidas e compartilhamentos durante todo o domingo e a segunda. A internauta Israella Gadelha descreve com o entusiasmo de uma sertaneja nata a cena com a qual se deparou na manhã fria em pleno semiárido: “é até difícil falar pq eu confesso que foi muito incrível observar os diferentes cenários. 

Enquanto no primeiro dia eu olhava pro céu e pras nuvens com o coração esperançoso, no segundo toda aquela esperança tinha sido transformada em água. Rsrs”. Ao final da conversa com nossa reportagem, Israella disse uma frase que merece terminar essa nossa matéria: “Existe todo um significado por trás de cada foto”.


Fonte: Pompílio Neto via blog da Rádio Independência FM 104,9

0 comentários:

Postar um comentário