sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

A ARTE DE RIVELINO LÁZARO

Rivelino Lázaro é um artista plástico com uma história inusitada. Natural do sítio Boágua, zona rural do município de Antonio Martins. O mais comum para quem nasce na roça do semiárido é viver do cultivo e da criação animal. Mas ele não foi o primeiro e nem será o último nordestino que descobriu na arte uma forma de se relacionar com o mundo.

A infância de Rivelino Lázaro foi sem energia e nem tecnologias da informática que atualmente fazem parte da rotina das crianças. A diversão era brincadeiras tradicionais e o extraordinário era vê uma prima que vinha da cidade e tinha o dom da pintura. Logo Rivelino pediu um caderno de desenho e lápis coloridos e aos 6 anos começou a colocar no papel a natureza que observava no seu entorno. “Tudo para mim era uma bola colorida”, relembra.

Aos 40 anos de idade e 3 filhos, o homem do campo continua sabendo e fazendo tudo que se faz na roça. Ele cria e planta. Entende e observa os sinais da natureza sertaneja. Mas continua com um diferencial que é nos horários de lazer eternizar em telas as paisagens do sertão reproduzidas e recriadas pelo seu pincel.
  
Via: RN 167

0 comentários:

Postar um comentário