domingo, 29 de janeiro de 2017

COM PERUANOS INSPIRADOS, FLA VENCE BOAVISTA PELO CARIOCA, EM NATAL


Guerrero, duas vezes, e Trauco fazem os gols da vitória por 4 a 1 na Arena das Dunas. Visitante dá trabalho no primeiro tempo, mas cai de ritmo no segundo.

Teve até um pequeno susto, mas a estreia do Flamengo na Taça Guanabara teve final feliz. Com os peruanos inspirados, o Rubro-Negro venceu o Boavista por 4 a 1 neste sábado à noite, na Arena das Dunas, em Natal, com dois gols de Guerrero, um de Trauco e um de Diego. Mosquito marcou para o time comandado pelo técnico Joel Santana.

O susto do Flamengo foi apenas no primeiro tempo, quando a equipe sofreu seguidos contra-ataques do Boavista. O jogo aberto, inclusive, foi para o intervalo empatado em 1 a 1. Os visitantes, porém, não conseguiram manter o ritmo no segundo tempo e viram o Rubro-Negro abrir vantagem. 

PRIMEIRO TEMPO
O Flamengo ficou todo o primeiro tempo tentando furar, de todo jeito, o bloqueio do Boavista. A principal dificuldade estava na ausência de jogadores pelos lados: Cirino viajou a Curitiba e deve ir para o Atlético-PR e Éverton teve uma indisposição estomacal e deu lugar a Adryan. Assim, o Rubro-Negro apostava demais em cruzamentos na área e jogadas com Diego e Mancuello pelo meio, sempre tentando passes em profundidade para Guerrero. Um desses lances finalmente deu certo, e o atacante abriu o placar após lançamento de Trauco. 


O Boavista, sem muita responsabilidade, apostou muito em contra-ataques. E até que um deles também deu certo. Já perto do intervalo, quando o Flamengo parecia tranquilo à frente no placar, os visitantes marcaram com Mosquito, nas costas do lateral-esquerdo peruano, estreante da noite. O empate, no fim do primeiro tempo, era o resultado mais justo pelo o que mostraram as duas equipes: muita insistência e pouca efetividade do Flamengo, com mais velocidade do Boavista. 

SEGUNDO TEMPO
Depois do intervalo, o panorama foi completamente diferente. A qualidade técnica do elenco comandado pelo técnico Zé Ricardo começou a sobressair sobre o adversário e os peruanos decidiram colocar ponto final em qualquer risco de empate ou derrota. Trauco, após belo passe de Mancuello, e Guerrero, de novo de cabeça, depois de cruzamento de Rodinei, decretaram o resultado final do confronto.

Atrás no placar, o Boavista não teve mais forças para dar sequência à tentativa de pressão do primeiro tempo, com constantes contra-ataques. O Flamengo seguiu dominando a partida, criando oportunidades e dando trabalho à defesa adversária. O goleiro Muralha fez apenas uma boa defesa no segundo tempo e garantiu a vitória sem sofrimento do Rubro-Negro. Já perto do fim, Diego, após mais um passe de Trauco, fez o quarto.  

PÚBLICO E RENDA
Público pagante: 9.211 pessoas.
R$ 635.775,00 


Fonte:  GE

0 comentários:

Postar um comentário